segunda-feira, 2 de maio de 2011

Cadência










Foi criando que não criei
Foi organizando que não organizei
Foi tentando que piorei
E foi errando que acertei
Depois da tristeza sorri
Sorri para o mundo que nunca vi
Eu, o pintor que não pintava
Eu, o palhaço que não chorava
Não tinha boêmio naquela boemia
Pois o cigarro nem cinza tinha...

Mas este espinho ainda dá jasmim.
Ainda há samba nesta batucada
E tem cadência nesta bateria
Tem mestre-sala com alegria
Eu me encontrei nesta madrugada
Ainda há vida dentro de mim!
Minha perna de pau eu remendei
E consertando, não consertei
Foi tentando que piorei
E foi errando que acertei.

By Tati Sales and FabioToledo
(Nossa poesia)
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário